ÍndiceAnteriorPróxima

Estrelas, Jóias e Orvalho

Minha querida, você é como uma estrela, brilhante, radiante, sendo admirada por um sonhador como eu. Porque todo sonhador olha para uma estrela não pela vontade de tê-la, mas por apreciar sua beleza infinita. As estrelas podem estar distantes dos sonhadores, eles jamais chegarão até elas. Mas o que seria de um sonhador sem as estrelas? Não haveria para onde apontar os olhos, não haveria o que admirar.

Estrelas são inspiração para inúmeros sonhadores em todo o mundo. Jamais nenhum deles chegará a uma delas. Talvez até alguém chegue, mas cada sonhador sabe que não será ele a realizar tal feito. Por isso, privilegiado é o sonhador que mesmo sem tocar em uma estrela a admira...

Sua beleza é de uma jóia rara e preciosa. Poucos tem o privilégio de olhar para uma esmeralda ou um rubi totalmente puros. Eu tenho esse privilégio: poder te ver, estar com você, te ouvir. Talvez a jóia não saiba o quanto é admirada por tantas pessoas, talvez ela se sinta uma simples pedra. Você não sabe o quanto estar contigo me faz bem.

Jóias são muito cobiçadas por todos, pois sabemos que o que é raro e valioso é privilégio para poucos. Quantos sonham em poder tocar num rubi ou uma esmeralda? Realmente muitos. Cada um sonha com sua pedra preciosa. Muitos a encontram, porém lhes é tirada antes de poderem pegá-la. Esses são os maiores privilegiados: os que podem ver, mesmo não podendo possuir uma pedra preciosa com tão grande valor, contentam-se em apenas vê-la. Se alegram somente em poder admirar o que será muito em breve um objeto valioso nas mãos de pessoas dignas de possuir tal jóia...

Minha amada, poder ouvir tua voz é como ter o privilégio de ouvir o som de uma pequena gota caindo sobre uma pétala de uma flor em um campo vasto e silencioso. Ao mesmo tempo que tua voz é suave e tuas palavras são doces, aquilo que você fala é ouvido pelos que estão em sua volta e ecoa dentro de nossos corações vazios.

O suave som de uma gota de orvalho caindo sobre uma pétala de flor é algo muito admirável. Mas nós sabemos que apenas haverá um que possuirá audição, que será possibilitado de ouvir tal som. Feliz é quem admira um som tão doce e suave totalmente impossibilitado de ouví-lo...

Robson S. Martins - 21/12/1999